O Pássaro da Alma

Título: O Pássaro da Alma

Autor: Michal Snunit

Um livro de grande beleza poética, dirigido a todas as idades mas especialmente aos mais pequenos, explica-nos, de forma delicada e poética, a relação entre a nossa alma e nós mesmos através da metáfora de um pássaro. De forma poética e única somos convidados a “voar” dentro do nosso mais íntimo e profundo sentir para perceber aquilo que sentimos, como o sentimos e porque o sentimos.

No fundo, bem lá no fundo do corpo, mora a alma.

Ainda não houve quem a visse,

mas todos sabem que ela existe.

E não só sabem que existe,

como também sabem o que tem dentro.

Dentro da alma,

lá bem no centro,

pousado numa pata

está um pássaro.

E o nome do pássaro é pássaro da alma.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Conto infantil, Uncategorized

Vem e abraça-me

Título: Vem e abraça-me

Autor:  Michal Snunit

No âmbito do Projecto “ Vamos ler mais ”, desta vez a selecção recaiu sobre um livro que conjuga de forma harmoniosa conteúdo e ilustrações que simbolicamente representam um vasto número de sentimentos.

  Este belíssimo livro remete-nos para a linguagem dos sentimentos. Mostra-nos e ensina-nos a importância do abraço, os diferentes tipos de abraços que podemos encontrar e sentir e o que querem dizer. Tudo à nossa volta se abraça: a noite e o dia, o passarinho e a árvore, a mãe e a criança… Em Vem e Abraça-me encontramos uma encantadora história poética que nos vem lembrar de como um abraço pode ser tão precioso e porque razão normalmente sentimos necessidade de abraçar as pessoas de quem gostamos. Temos de nos lembrar da linguagem mais importante… por isso, vamos aprender de novo como abraçar.

Deixe um comentário

Filed under Conto infantil, Uncategorized

O livro que falava com o vento e outros contos

 

Titulo – O livro que falava com o vento e outros contos

Autor – José Jorge Letria

 

 Sinopse:

Juntam-se neste volume várias histórias originais de José Jorge Letria que têm os livros, os leitores, os escritores e as bibliotecas como personagens centrais. Desde o livro que falava com o vento” até o “o rato de Alexandria”, passando por “A arca do menino que inventava poetas”, em que, de uma forma mágica, se fala de Fernando Pessoa, este livro é Continuar a ler

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

LIVROS PARA FÉRIAS

Maria Teresa Maia Gonzalez
Maria Teresa Maia Gonzalez, licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, co-autora da colecção “O Clube das Chaves”, da qual já se publicaram 21 volumes, é autora de inúmeras outras obras, incluindo vários títulos premiados. “A Lua de Joana”, o seu maior sucesso editorial, já conta com 16 edições e 220 000 exemplares vendidos. O seu livro, “O Pai no Tecto”, tem sido igualmente bem recebido pelos jovens leitores e professores.
É uma das mais vendidas e prestigiadas autoras portuguesas de livros dedicados a crianças e jovens adolescentes. Inicia com a publicação deste livro na Principia, uma colaboração na área dos livros para crianças e jovens adolescentes, com livros cujo conteúdo pretende transmitir uma mensagem espiritual e um sentido de religiosidade adaptado à idade do público alvo.

Livros da autora na nossa Biblioteca (REQUISITA-OS PARA AS FÉRIAS!!!):

Dietas e Borbulhas

A Ana passou-se

O Guarda da Praia

A Lua de Joana

O Geniozinho

Voa Comigo!

O Salvador

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Diário Secreto de Camila

Diário Secreto de Camila
Ana Maria Magalhães; Isabel Alçada

Diário Secreto de Camila
 
 

Apesar de ser Inverno e de estar frio, Camila decidiu ir comprar um gelado. Enquanto esperava o troco, deu de caras com um rapaz que lhe pôs o coração em alvoroço. Quem seria? Teria reparado nela? O encontro breve não permitiu tirar conclusões, mas uma coisa era certa: apaixonara-se irremediavelmente. Como lhe pareceu captar indícios de que ele vinha morar para o bairro, nunca mais teve sossego. A vida ganhou um sabor novo, passou a girar ao ritmo dos sentimentos e a concluir longas horas sobre os prédios em redor: Tantas emoções juntas fizeram-na sentir a necessidade de escrever um diário. E o hábito de comunicar ao papel os pensamentos mais íntimos transformou-a numa observadora atenta, crítica, perspicaz. Dia após dia vai aprofundando o conhecimento de si própria, dos outros, do mundo. Multiplicam-se as descobertas e as surpresas, mas a paixão resiste.

Livro recomendado pelo Serviço de Apoio à Leitura do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas

 

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

O Casamento da Minha Mãe

O Casamento da Minha Mãe
Alice Vieira

O Casamento da Minha Mãe
 
 

Vera nasceu quando ninguém a queria. «Não tenho vida para ter filhos», dizia a mãe, a começar então uma carreira de modelo. «Tu não me és nada», repete-lhe continuamente Dona Elisa, mulher de um primo afastado em casa de quem a mãe a larga, ainda recém-nascida. Uma casa com um pátio, onde um dia Dona Elisa irá fazer uma fogueira de todos os seus sonhos.
Mas às vezes, e quando menos se espera, surge uma leve esperança em tempos melhores. No dia do casamento da mãe, entre a multidão de fotógrafos e de gente que ela desconhece, alguém aparece capaz de — quem sabe? — lhe modificar a vida.

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para leitura autónoma e/ou leitura com apoio do professor ou dos pais na sala de aula no 6.º ano

Livro recomendado pelo Serviço de Apoio à Leitura do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

António Torrado – autor da quinzena

Vê na tua Biblioteca!

Com ilustrações de Maria João Lopes. Engraçadas, divertidas e ritmadas, dez histórias do património oral português à espera da voz dos afectos que as faça levantar voo para o imaginário infantil. Dez histórias tradicionais contadas de novo por António Torrado que lhes acentua o sabor popular na oralidade típica, nas personagens-tipo, representações intemporais do género humano.

Que histórias tradicionais conheces?

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Amores

O amor de Pedro e Inês, de José Jorge Letria

Sinopse:

Sob a forma de uma narrativa de cariz histórico, é reconstituída em linguagem poética e acessível às competências dos leitores preferenciais, a narrativa dos amores trágicos de Pedro e Inês de Castro, dando conta dos antecedentes e consequências da morte desta, assim como da forma como a história se transformou em mito, depois do tratamento literário recorrente. As ilustrações recriam, visualmente e com recurso à cor local e epocal, o momento histórico revisitado, recriando cenários, vestuário e cenas que os cronistas e poetas imortalizaram. Um dos mitos fundadores da identidade nacional e cultural portuguesa, tantas vezes comparado com os de outros pares amorosos célebres como Orfeu e Eurydice, Tristão e Isolda, Abelardo e Heloísa ou Romeu e Julieta, a história de Pedro e Inês conhece aqui mais uma revisitação, dando assim conta da sua actualidade e persistência. (in portal CASA da LEITURA)

O amor o que é, de José Jorge Letria

O amor faz bem a tudo e torna a nossa vida mais bela. Mas será possível definir o amor nas várias maneiras de o sentir e de o partilhar, tentando chegar aos mais pequenos e também aos mais crescidos? Foi o que José Jorge Letria tentou fazer neste livro ilustrado por Catarina França. Se há muitas maneiras de dizer e sentir o amor, algumas delas certamente estão neste livrinho que é bom para ler e para dar às pessoas de quem gostamos e que nos enchem o coração de ternura, num tempo tão cheio de egoísmo e de medo. Vamos todos pensar e dizer que o amor é a melhor maneira de salvarmos este mundo e de o fazermos viver em paz.

2 comentários

Filed under Uncategorized

A propósito do holocausto…

Autor: John Boyne

Editor: Edições Asa

Faixa etária: a partir dos 13 anos

Sinopse

Livro recomendado para os 7º, 8º e 9º anos de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

Ao regressar da escola um dia, Bruno constata que as suas coisas estão a ser empacotadas. O seu pai tinha sido promovido no trabalho e toda a família tem de deixar a luxuosa casa onde vivia e mudar-se para outra cidade, onde Bruno não encontra ninguém com quem brincar nem nada para fazer. Pior do que isso, a nova casa é delimitada por uma vedação de arame que se estende a perder de vista e que o isola das pessoas que ele consegue ver, através da janela, do outro lado da vedação, as quais, curiosamente, usam todas um pijama às riscas. Como Bruno adora fazer explorações, certo dia, desobedecendo às ordens expressas do pai, resolve investigar até onde vai a vedação. É então que encontra um rapazinho mais ou menos da sua idade, vestido com o pijama às riscas que ele já tinha observado, e que em breve se torna o seu melhor amigo…

diario1Título: O Diário de Anne Frank

Autora: Anne Frank

Sinopse:

Durante a 2a Guerra Mundial, Anne com 12 anos começa a escrever o seu diário, facto este comum para meninas dessa idade. Tudo muda em sua vida quando recebe a notícia do seu pai que precisam se esconder por um tempo indeterminado, pois são Judeus e  todo o seu povo esta a ser perseguido. E o que antes era apenas um simples diário de uma menina ensaiando os primeiros passos de mulher, torna-se o diário de uma “fugitiva”.

Durante dois longos anos, Anne compartilha o que ela chama de Anexo com mais 7 pessoas, sendo seu pai, mãe e irmã, mais um casal e o filho e por fim o último a chegar um senhor dentista. Todos enclausurados e obrigados a viver escondidos do anti-semitismo propagado por Hitler. Anne encontra em seu diário um amigo para seus dias sem fim. E é nele que o leitor vai percebendo as mudanças que vão ocorrendo em Anne, seus anseios, medos, preocupações, emoções, desejos, amores, mágoas, raiva, sentimentos esses que vão acompanhar o seu amadurecimento e despertar “forçado” para uma realidade dura e difícil. O silêncio é uma ordem, pois não podem ser vistos nem ouvidos. Vivem todos em um ambiente de constante ansiedade pelo medo de serem descobertos e levados para um campo de concentração. O mais surpreendente é que tudo isso é verídico e só foi possível com a ajuda dos amigos não judeus que traziam a comida, livros e utensílios.  Durante os dois anos que se passaram dois homens e duas mulheres organizavam-se para levar o que  fosse preciso e possível para os moradores do Anexo.  Correram o risco máximo para proteger aquelas pessoas, sendo esse um gesto muito bravo.
Pouco depois de completar 14 anos, infelizmente os relatos de Anne param após a sua captura. Os 8 moradores foram todos descobertos, provavelmente denunciados, e pouco antes do fim da Guerra, Anne morre em um campo de concentração de tifo. Dos 8 moradores do Anexo apenas, o pai de Anne sobrevive e dedica-se a realizar um dos sonhos de sua filha ao levar aos olhos do mundo o diário de Anne Frank.

6 comentários

Filed under Uncategorized

SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

Quem não conhece os livros desta autora?

Qual é o vosso preferido? Porquê?

Vamos lá responder!!!

A Noite de Natal


A menina do mar

A fada Oriana

 

O Cavaleiro da Dinamarca

 

Histórias da Terra e do Mar

 

A floresta

 

A árvore

3 comentários

Filed under Ficção

O meu livro…

Que livro andas a ler?

Qual é o teu livro preferido?

Conta-nos tudo sobre as tuas leituras…       

11 comentários

Filed under Uncategorized

A Noite de Natal

A Noite de Natal

Autora: Sophia de Mello Breyner Andresen

 Sinopse:

        Joana, menina rica e prisioneira no seu jardim, faz amizade com o Manuel, criança órfã e pobre, que vive num estábulo na companhia de uma vaca e de um burro. Todos os dias se encontram e conversam debaixo do cedro. Na noite de Natal, ao aperceber-se de que os pobres não têm presentes, resolve sair para procurar a cabana onde dorme o seu amigo para lhe dar as prendas que tinha recebido. Sente frio e medo, mas não desiste; orientada por uma estrela, penetra no pinhal onde encontra os três reis magos que também se dirigiam para a cabana. Quando ali chegaram, viram um casebre sem porta inundado pela claridade dos anjos; ali estava, deitado na palha, o Manuel. A Joana ajoelhou-se e poisou no chão os presentes.
Título A noite de Natal | Autor(es) Sophia de Mello Breyner Andresen, Júlio Resende (Ilustrador) |  | Editora Figueirinhas

2 comentários

Filed under Ficção, Uncategorized

O Rapaz do Pijama às Riscas

Autor: John Boyne

Editor: Edições Asa

Faixa etária: a partir dos 13 anos

Sinopse

Livro recomendado para os 7º, 8º e 9º anos de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

Ao regressar da escola um dia, Bruno constata que as suas coisas estão a ser empacotadas. O seu pai tinha sido promovido no trabalho e toda a família tem de deixar a luxuosa casa onde vivia e mudar-se para outra cidade, onde Bruno não encontra ninguém com quem brincar nem nada para fazer. Pior do que isso, a nova casa é delimitada por uma vedação de arame que se estende a perder de vista e que o isola das pessoas que ele consegue ver, através da janela, do outro lado da vedação, as quais, curiosamente, usam todas um pijama às riscas. Como Bruno adora fazer explorações, certo dia, desobedecendo às ordens expressas do pai, resolve investigar até onde vai a vedação. É então que encontra um rapazinho mais ou menos da sua idade, vestido com o pijama às riscas que ele já tinha observado, e que em breve se torna o seu melhor amigo…

1 Comentário

Filed under Ficção

Anjos em Tempo de Chuva

97243038021Título: Anjos em Tempo de Chuva

Autor: Miguel Vasquez Freire

Sinopse:

Uma rapariga e três rapazes morrem, subitamente, num acidente de automóvel. A imagem de irresponsabilidade associada ao acidente não é aceite pelo irmão de uma das vítimas. Ao encontrar um diário, Moncho vai descobrir a vida afectiva da irmã e um triângulo amoroso que o vai ajudar a conhecê-la melhor a explicar muito sobre os seus últimos dias.

 

1 Comentário

Filed under Ficção

Adrian Mole na Crise da Adolescência

adrian

Título: Adrian Mole na Crise da Adolescência

Autor: Sue Townsend

Sinopse:

Adrian Mole é um estranho que sente que a razão pela qual ele não consegue se estabelecer na sociedade “normal” deve-se ao fato de ele ser um intelectual. Isto fica evidente no começo de seu diário onde ele demonstra um interesse precoce pela literatura, pela esquerda política, o desejo de que a sua própria poesia seja apresentada na BBC, seu desgosto pela Primeira-Ministra Margaret Thatcher e suas frequentes críticas aos seus colegas de escola sem cultura e aos seus familiares.

A família disfuncional de Adrian, como em O diário secreto de um adolescente é um dos enfoques do livro. Ao mesmo tempo que as entradas de Adrian são cheias de humor, sarcasmos e ironias, elas também abordam a grande confusão e desilusão com a relação disfuncional entre os seus pais. Às vezes as entradas do diário o mostram como um garoto ingénuo e em outras muito franco; e outras vezes cheio de auto-piedade. Como um filho único (até o começo do livro), Adrian tem a tendência de ver todos os seus problemas de um ponto de vista egoísta, ainda que pareça que ele tenha uma compaixão verdadeira por toda a sua família. Ainda que muitos devam ter a mesma cultura de Adrian e o mesmo nível de disfunção familiar, estas entradas são relembradas de tal maneira que torna-se fácil de serem enfatizadas pelo jovem escritor.

Este livro também dá continuidade as crescentes frustrações de Adrian com o seu corpo. Ele constantemente escreve sobre as espinhas que agravam o seu complexo e sobre sua auto-estima em relação ao seu tamanho e mudanças no corpo.

Embora Adrian pareça um pouco centrado em si mesmo em alguns aspectos da vida (e é difícil não perceber isso em seu diário) ele é mais compassivo do que a maioria dos homens mais jovens. Ele é o único amigo e o frequente zelador de um senhor octogenário, e também demonstra uma grande preocupação e compaixão pelos desafortunados e por seus pais, e respeito pelas autoridades e sua avó.

 

 

4 comentários

Filed under Diário

Falar Verdade a Mentir

l_pnl_falarverdadeamentirTítulo: Falar Verdade a Mentir

Autor: Almeida Garrett

Sinopse:

A peça conta a história de uma filha de um burguês e da sua criada, Amália e Joaquina, que se vão casar. Joaquina veio com o seu senhor do Porto para Lisboa, onde vive José Félix, o que lhes deu a oportunidade de estarem juntos.

Joaquina revela então a José Félix que Amália, a filha do seu amo, prometeu-lhe que lhe daria um dote de 100 moedas quando se casasse. Mas Joaquina disse que havia um problema: Duarte, o noivo de Amália, era um mentiroso compulsivo, e o pai de Amália (Brás Ferreira) disse-lhe que se o apanhasse numa mentira, acabava com o seu casamento. Interessado no dote, José Félix disse a Joaquina que tinham que dizer isso a Duarte, pois senão ele iria ser apanhado, o casamento iria ser cancelado de e Joaquina nunca receberia o dote de Amália. Mas demasiado tarde! Duarte já tinha começado a contar mentiras ao pai de Amália, que após algumas histórias extraordinárias, começou a desconfiar dele.

Quando Amália finalmente contou as exigências do seu pai a Duarte, este ficou muito baralhado, e começou a confundir as suas mentiras. Numa tentativa de socorrer Duarte, José Félix, fez-se passar por pessoas que Duarte mencionara nas suas mentiras, como por exemplo Tomás José Marques, Milorde Coockimbrook e general (sendo depois despromovida a coronel) Lemos. Mas no fim do dia, o pai de Amália descobriu que o seu futuro genro tinha mentido, apesar das suas mentiras terem acabado por ser verdade. Como agradecimento pela sua ajuda e pela “lição” que ele lhe deu, Duarte oferece um saco de dinheiro a José Félix. Com o “vício” de mentir emendado e com o desejo de José Félix pelo dinheiro satisfeito, a peça acaba com um final feliz.

 

9 comentários

Filed under Teatro

Dietas e Borbulhas

dietas1Título: Dietas e Borbulhas

Autora: Maria Teresa Maia Gonzalez

Sinopse:

Dietas e Borbulhas conta-nos a história de duas irmãs que se tornam completamente diferentes ao longo dos anos. Catarina, começa a ver a sua vida a desmoronar-se quando, como muitas adolescentes depois da puberdade engorda e as borbulhas não a largam. Catarina tem vergonha de si mesma e inveja da irmã, Sara, que não ficou ‘um monstro’ como ela diz.  A vida de um adolescente já não é fácil por si mesma, quanto mais com rapazes a gozarem e com irmãs modelos a implicarem.
Ligar cinco minutos a televisão é o suficiente para conseguir ver aquelas publicidades monstruosas em que alicia as pessoas mais cheinhas a gastarem rios de dinheiro em produtos daqueles. Catarina passa por uma fase muito complicada onde começa a fumar porque ouve que emagrece, e sempre que acha que come demais provoca o vómito e toma comprimidos. No início, como outra adolescente qualquer, pensa que provocar o vómito umas 2 ou3 vezes não fazia mal, mas o pior era quando já estava dependente disso e nem sequer se apercebeu que, pouco e pouco ficou com bulimia nervosa, quase a morrer. Depois de internada e de saber que o melhor amigo estava muito doente, entende que cada um é como é, que a aparência não é tão importante como o interior e decide aceitar-se como é, e consegue levar uma vida tranquila outra vez.

23 comentários

Filed under Ficção

Futebol de praia

futebol_de_praia1

Título: Futebol de praia

Autor: Nuno Magalhães Guedes

Sinopse:

A personagem principal desta colecção chama-se JP. Ele e os seus amigos são fanáticos por futebol e por isso criaram a sua própria equipa que se chama Megamax Futebol Clube.
            Um dia, o primo do JP convidou uns rapazes do bairro, com mau aspecto, para jogarem contra o Megamax. O jogo foi muito difícil e só não acabou mal porque o JP e os amigos fugiram.
            Entretanto começaram as férias de Verão e o JP e a família foram para a praia Dourada. Por altura das festas de Nossa Senhora do Mar, a Comissão de turismo organizou um campeonato de futebol de praia e o JP foi inscrever a sua equipa.
            O Megamax chegou à final. Adivinhem quem é a equipa que eles vão defrontar? Será que vão ganhar?

 

8 comentários

Filed under Aventura

O Castelo dos Livros

casteloTítulo: O Castelo dos Livros

Autora: Maria Teresa Mais Gonzalez

Sinopse:

O Castelo dos Livros é a mais recente obra da autora do Bestseller A Lua de Joana e aquela que a própria descreve como o livro da sua vida. É um livro de capa dura, ilustrado pela talentosa Cristina Malaquias que se destina a um público um pouco mais novo do que o das outras obras da autora. O livro conta uma história muito bonita: a história de Inês, uma menina que tinha o sonho de vir a ser sábia e, um dia, descobriu o fantástico tesouro escondido no Castelo da Montanha Azul, com as suas quatro torres, e de Teresa, que tinha o sonho de ser livre e, a certa altura, descobriu um tesouro especial guardado na sua alma cheia de histórias (uma delas sobre um terrível dragão)… Inês e Teresa gostam muito de livros. Pouco a pouco, vão-se conhecendo e ficando grandes amigas. Assim, juntas, vencem o medo e tornam-se guardiãs das quatro torres mágicas: a Torre dos Arrepios, a Torre das Asas, a Torre do Céu e a Torre Dourado.

5 comentários

Filed under Aventura

Primeiro Livro de Poesia

poesiasophia

Título: Primeiro Livro de Poesia

Autora: Sophia de Mello Breyner Andresen

Sinopse:

Primeiro Livro de Poesia é uma antologia de poemas escolhidos por Sophia de Mello Breyner Andresen, editada em 1991, destinada à infância e à juventude. O livro tem por subtítulo Poemas em língua portuguesa para a infância e a adolescência e reúne um conjunto de poemas de autores de língua oficial portuguesa, com ilustrações do pintor Júlio Resende.

Essencial para quem gosta de poesia. Quem julga que não gosta, vai passar a gostar depois de ter contacto com esta obra.

5 comentários

Filed under Poesia

Chamava-se Luís

luis

Título: Chamava-se Luís

Autora: Marina Mayoral

Sinopse:

Chamava-se Luís. Um canteiro lavrou o seu nome na pedra cinzenta que lhe cobre a campa, uma daquelas que a Câmara Municipal cede por dez anos a quem não tem sepultura própria. Foi o último presente de sua mãe. A inscrição mais simples custa quarenta mil pesetas, por isso há muitas campas sem nome nesta parte do cemitério.
Tinha trinta anos. Era viúvo, tinha dois filhos, de oito e treze anos. Toxicodependente desde os vinte, vivia sem trabalhar, a custa da família e do que conseguia roubar. Era alto, moreno, de olhos verdes; bonito. Era o mais jovem dos varões de uma família modesta de três rapazes e uma rapariga.

Quem o conheceu de perto, nos seus últimos anos, desejou-lhe de alguma forma a morte. Todos disseram nalguma ocasião: Seria melhor que morresse… Agora já morreu. Ficam apenas as lembranças e a dor, mas também a sensação de alívio por ter chegado ao fim uma luta esgotante e inútil.
A sua vida terminou, mas a sua história continua intimamente ligada a outras histórias que começam antes dele nascer e que continuarão depois da sua morte.

 

 

6 comentários

Filed under Ficção

O Salvador

972290633x1Título: O Salvador

Autora: Maria Teresa Maia Gonzalez

Sinopse:

Este livro, escrito por Maria Teresa Maia Gonzalez, fala-nos de um grupo de rapazes e raparigas, que andavam na mesma escola, e que dedicavam parte dos seus tempos livres ao serviço dos outros, quer a assistir os sem-abrigo, quer em campanhas de solidariedade.

Este grupo foi fundado pelo Salvador Coutinho (que queria ser assistente social) e pelo José Jacinto (conhecido por Jota e queria seguir psicologia). Fazem parte ainda deste grupo duas raparigas gémeas e três rapazes (dois são os “substitutos” ao fim de semana e o outro é o condutor da carrinha do grupo).

Este livro alerta-nos para um dos muitos problemas da sociedade, os sem-abrigo (pobreza/miséria) e como é importante não pensarmos só em nós, como devemos também pensar nos outros e ajudá-los, afinal eles também são seres humanos.

 

 

8 comentários

Filed under Ficção

O Diário Cruzado de João e de Joana

diariojoaoTítulo: O Diário Cruzado de João e de Joana

Autoras: Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada

Sinopse:

O livro conta-nos as aventuras vividas por dois jovens muito unidos desde infância, João e Joana, que se separam durante as férias grandes e resolvem manter a conversa a distância por cartas; eles têm uma relação muito profunda e o hábito de contarem tudo um ao outro. A conversa tornou-se especialíssima, porque ambos viveram experiências fortes. Ao separarem-se, ele foi para um centro de turismo com os seus pais, onde ficou na casa da “Cerejeira Brava” perto de uma aldeia em “cascos de rolha” (como expressa João).

Ela foi também com os seus pais e ficou num aldeamento em “Olival do Caçador”, que tinha piscina, restaurante, alguns bares e um minimercado e que ficava perto de uma praia espectacular, tendo como desvantagem “não ter alma”.
              Na primeira carta que o João envia, ele conta como se tornou o centro das atenções na aldeia, e acaba por conhecer um rapaz no café chamado Domingos; a Joana conta a sua primeira aventura: foi testemunha de um acidente que ocorreu ao dirigir-se para o Centro, a um quilómetro de aldeia mais próxima, entre uma camioneta e um carro, e salvou uma mulher grávida ao retirá-la do carro. Na primeira carta que a Joana envia para o João diz-lhe que achou emocionante a sua aventura e pergunta-lhe como está a relação dele com a Teresa, a sua antiga namorada.

E que tal ler o resto?

 

 

14 comentários

Filed under Diário

Sexta-feira ou a Vida Selvagem

6c2aa-feira

Título: Sexta-feira ou a Vida Selvagem

Autor: Michel Tournier

Sinopse:

      

Em Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, inspirado em Sexta-Feira ou Os Limbos do Pacífico, Michel Tournier narra a história do inglês Robinson Crusoé, que, em meados do século XVIII, dirigia-se à América do Sul, visando organizar um intercâmbio comercial entre sua pátria e o Chile.
             Devido ao naufrágio do navio em que viajava, Robinson vai parar a uma ilha deserta do Pacífico, e graças à sua abnegação e pertinácia, consegue não sucumbir a uma vida solitária naquele inóspito canto do mundo.
            Entretanto, a sua solidão dura até o dia em que, vindo de uma ilha próxima, aparece um aborígene a quem Robinson apelidará de Sexta-Feira. Inicialmente difícil, o relacionamento dos dois demonstra que, mais do que tolerância, pode haver uma grande amizade entre pessoas de culturas tão distintas.
            Longe dos experimentalismos da literatura do século XX, Sexta-Feira ou a Vida Selvagem é capaz de seduzir não apenas o público infanto-juvenil, mas também todo leitor ávido por uma história bem contada.

13 comentários

Filed under Aventura

Esta escola põe-me doido

escola-doidoTítulo: Esta escola põe-me doido

Autor: Nat Henhoff

Sinopse:

A personagem principal é um adolescente de 12/13 anos que frequenta um colégio afamado cujo director é o próprio pai. O miúdo é o protótipo de alguns adolescentes dos nossos dias, na sua vida escolar: desleixado, cábula, imaginativo, irreverente, mas leal e honesto, envolvendo-se em conflitos com os professores, a família e os amigos.

O livro merece ser lido pelos jovens, mas também pelos educadores para melhor entendimento das relações familiares e do conflito de gerações.

Este livro, à semelhança de muitos outros do blog, foi sugerido por um aluno da escola e está disponível na Biblioteca da nossa escola.

 

20 comentários

Filed under Ficção

Histórias da Terra e do Mar

terra_mar1

Título: Histórias da Terra e do Mar

Autora: Sophia de Mello Breyner Andresen

 Livro editado em 1984 e composto por cinco contos — “História da Gata Borralheira”,”O Silêncio”, “A Casa do Mar”, “Saga” e “Vila d’Arcos” — que nos transportam para o universo da infância. Cada um deles tem uma harmonia própria que vive de alargadas descrições, de personagens encantadas e de metáforas expressivas.

É um livro encantador que não podes deixar de ler.

 

4 comentários

Filed under Ficção

O Principezinho

l_oprincipezinho

Título: O Principezinho

Autor: Antoine de Saint-Exupéry

Sinopse:

O livro O Principezinho fala de um menino que vivia num planeta: o Asteróide B612, e que caiu no planeta Terra. Isto aconteceu porque o menino queria arranjar uma ocupação e instruir-se, decidindo então visitar outros asteróides: o Asteróide 325, em que só vivia um rei que não tinha ninguém para mandar fazer o que dizia; o Asteróide 326, onde vivia um vaidoso que estava sozinho e não tinha quem lhe elogiasse; o Asteróide 327, onde estava um bêbado; o Asteróide 328, em que vivia um homem de negócios que só pensava em fazer contas; o Asteróide 329, onde se encontrava um acendedor de candeeiro que “fazia” a noite e o dia; e finalmente, o Asteróide 330, no qual vivia um geógrafo que sabia onde ficavam os mares, os rios, as cidades, entre outras coisas e que aconselhou o menino a visitar o planeta Terra, por ser um planeta com boa reputação. Assim, o menino foi parar ao deserto do Saara, onde o escritor desta história se encontrava perdido após se ter partido qualquer coisa no motor do seu avião.

Eles conheceram-se quando o Principezinho se chegou ao pé dele e disse: “Por favor, desenha-me uma ovelha.” Para o escritor, o Principezinho foi o único a em entender os seus dois desenhos feitos quando era criança: uma jibóia aberta e outra fechada, que todos teimavam em dizer ser um chapéu. Ele ficou maravilhado por o Principezinho adivinhar e assim, desenhou-lhe uma ovelha e a caixa para a ovelha.

Depois, conversaram imenso. Principalmente, o Principezinho que contou as várias aventuras que teve em Terra. Nas suas conversas há, por vezes, uma moral, pois tenta-se mostrar o bem e o mal de certas coisas.

O escritor sabia que nesse mesmo dia, à noite, a estrela do Principezinho iria estar por cima do lugar onde caiu e disse-lhe que ia ter muitas saudades dele. O Principezinho respondeu-lhe: “Depois, à noite, pões-te a olhar para as estrelas. A minha é pequenina demais para se ver daqui. Mas, é melhor assim, para ti, a minha estrela vai ser uma qualquer. Assim, gostarás de olhar para as estrelas todas…” Seguidamente, o Principezinho deu-lhe a mão. Mas, continuou preocupado…

Se quiseres saber o final da história é só leres o livro e descobrirás!

 

6 comentários

Filed under Ficção

A Rapariga Que Perdeu o Coração

artigos-bin_imagem2_jpeg_0260254001181756230-2031Título: A rapariga que perdeu o coração

Autora: Margarida Rebelo Pinto

Sinopse:

 

Esta é uma história para crianças e jovens que vai apaixonar os adultos.

Concha é uma  menina sonhadora que é surpreendida quando o seu pai sai de casa. Incapaz de suportar a tristeza pede ao génio da lamparina para que este lhe esconda o coração no fundo do mar. Quando cresce, a menina parte em missão para África, onde procura ajudar os outros. Vive dias muito atarefados e é apreciada por todos aqueles que com ela convivem. Mas o seu coração continua perdido. Até que conhece um rapaz, surfista, cheio de caracóis por fora e ideias por dentro. Será que ele vai encontrar o seu coração?

Interessante? Sem dúvida! Tens de ler o resto…

 

 

 

 

 

16 comentários

Filed under Ficção

Tão cedo, Marta

4702611

Título: Tão cedo, Marta

Autora: Maria Teresa Maia Gonzalez

Sinopse:

Marta, uma adolescente como tantas outras, é mãe muito cedo.

Visto que não conta com o apoio da família e do pai para criar Pedro, Marta vê-se forçada a ir viver para o Lar “Nova Primavera”, onde passa a viver com outras jovens na mesma situação que ela, e com a dona Ilídia, que a recebera de braços abertos.
            Um livro impressionante, que nos fez pensar nas dificuldades que muitos jovens, e não só, atravessam país fora.

           Livro aconselhado a filhos e a pais.

 

 

28 comentários

Filed under Ficção

Os Herdeiros da Lua de Joana

 

herdeiros-da-lua-joana

Título: Os Herdeiros da Lua  Joana

Autora: Maria Teresa Maia Gonzalez

Sinopse:

Os Herdeiros da Lua de Joana é uma peça de teatro na qual Maria Teresa Maia Gonzalez retoma as personagens de A Lua de Joana no momento do seu luto pela perda irreparável que sofreram. Nesta peça as personagens confrontam-se entre si, transmitindo uma advertência contra o uso de drogas que é cada vez mais importante nos tempos que correm. Trata-se de um texto dramático dirigido principalmente às escolas, uma vez que foram muitas as que levaram à cena a dramatização de A Lua de Joana

Os Herdeiros da Lua de Joana é um texto propositadamente escrito para ser representado. No entanto, a sua leitura é “obrigatória”, não só para quem leu A Lua de Joana, mas para todos aqueles que gostam de boas peças de teatro. Vão ver que vão gostar!

19 comentários

Filed under Teatro

O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá

gato20malhado11

Título: O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá
Autor: Jorge Amado
Sinopse:
Esta é a história de um gato que se apaixona por uma andorinha causando estranheza em todos os outros animais que habitavam um parque. A Andorinha está prometida ao Rouxinol mas, ao mesmo tempo, incentiva o amor do Gato. Acontecem juras, o Gato escreve poemas, eles passeiam juntos enquanto as outras personagens condenam o amor impossível.

14 comentários

Filed under Fábula

Diário de Anne Frank

diario1

Título: O Diário de Anne Frank

Autora: Anne Frank

Sinopse:

Durante a 2a Guerra Mundial, Anne com 12 anos começa a escrever o seu diário, facto este comum para meninas dessa idade. Tudo muda em sua vida quando recebe a notícia do seu pai que precisam se esconder por um tempo indeterminado, pois são Judeus e  todo o seu povo esta a ser perseguido. E o que antes era apenas um simples diário de uma menina ensaiando os primeiros passos de mulher, torna-se o diário de uma “fugitiva”.

Durante dois longos anos, Anne compartilha o que ela chama de Anexo com mais 7 pessoas, sendo seu pai, mãe e irmã, mais um casal e o filho e por fim o último a chegar um senhor dentista. Todos enclausurados e obrigados a viver escondidos do anti-semitismo propagado por Hitler. Anne encontra em seu diário um amigo para seus dias sem fim. E é nele que o leitor vai percebendo as mudanças que vão ocorrendo em Anne, seus anseios, medos, preocupações, emoções, desejos, amores, mágoas, raiva, sentimentos esses que vão acompanhar o seu amadurecimento e despertar “forçado” para uma realidade dura e difícil. O silêncio é uma ordem, pois não podem ser vistos nem ouvidos. Vivem todos em um ambiente de constante ansiedade pelo medo de serem descobertos e levados para um campo de concentração. O mais surpreendente é que tudo isso é verídico e só foi possível com a ajuda dos amigos não judeus que traziam a comida, livros e utensílios.  Durante os dois anos que se passaram dois homens e duas mulheres organizavam-se para levar o que  fosse preciso e possível para os moradores do Anexo.  Correram o risco máximo para proteger aquelas pessoas, sendo esse um gesto muito bravo.
Pouco depois de completar 14 anos, infelizmente os relatos de Anne param após a sua captura. Os 8 moradores foram todos descobertos, provavelmente denunciados, e pouco antes do fim da Guerra, Anne morre em um campo de concentração de tifo. Dos 8 moradores do Anexo apenas, o pai de Anne sobrevive e dedica-se a realizar um dos sonhos de sua filha ao levar aos olhos do mundo o diário de Anne Frank.

14 comentários

Filed under Diário

Rosa, minha irmã Rosa

 

rosa1Título: Rosa, minha irmã Rosa

    Autora: Alice Vieira

Sinopse:

 

Diário de uma menina de 9 anos perturbada pelo ciúme, Rosa, Minha Irmã Rosa – 1º vol. de uma trilogia (que prossegue com Lote 12, 2.º Frente e Chocolate à Chuva) . O nascimento de Rosa provoca conflitos internos a Mariana, conflitos esses que ao longo das páginas se vão resolvendo. Redescobrimos algumas das tensões da sociedade portuguesa dos finais dos anos 70, filtradas pelo olhar perspicaz, de uma criança prestes a entrar no então ensino preparatório.
 
Livro sugerido por uma aluna do 8ºA através do Fórum de alunos.
Boa escolha…

10 comentários

Filed under Ficção

Harry Potter e a Pedra Filosofal

 

potter

Título: Harry Potter e a Pedra Filosofal  

 Autora: Joan Kathleen Rowling

 Sinopse:

 A história começa com uma espécie de caos organizado no mundo, no qual, pessoas começam a sair a caminhar pelas ruas com roupas estranhas, e, corujas não paravam de voar pelo céu, o que, esses dois fatos ganharam o lugar nas notícia e nos jornais, televisão, e rádios. Porém, o que as pessoas não sabiam era que essas pessoas eram nada mais nada menos que bruxos e bruxas, festejando a queda de um grande bruxo das trevas, Lord Voldemort e as corujas, eram usadas para levar cartas de um bruxo para o outro. Enquanto isso, a família Dursley é perseguida por um gato, que, na verdade, é Minerva McGonagall, professora da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, que os observava transformada em gato, para saber se Harry Potter, um bebê de apenas um ano que seria deixado na porta daquela casa naquela noite, viveria bem. Harry Potter, era, filho da irmã da mulher do Sr. Dursley, que, morreu aquela noite, como o seu marido, por isso que a criança seria deixada com os Dursley, os seus tios, pois eram simplesmente os únicos parentes vivos de Harry. Passaram dez anos e Harry cresce sendo tratado como lixo naquela casa, embora ele nunca soubesse o porquê. Porém, poucos dias antes de seu aniversário de onze anos, o Harry recebe a sua primeira carta, de Hogwarts, que, ele nem chega a ler, pois é queimada pelo seu tio, que, mais tarde, tranca a passagem do correio. Mas, a carta começa a multiplicar-se, aparecendo das maneiras mais estranhas e os seus tios tornam a queimá-las. Até que, num Domingo, milhares e milhares de cartas aparecem disparadas pela lareira, fazendo a casa tornar-se num caos. Ainda sem desistir, os seus tios, o seu primo, e ele mudam-se para uma casa de pedra, num rochedo, bem longe da civilização, onde, não havia como ser-lhes entregue cartas. Mas, na noite de aniversário de Harry, ele é visitado por Rúbeo Hagrid, guarda das chaves de Hogwarts, que conta toda a verdade: Que Harry era um feiticeiro, assim como seus pais, que haviam sido assassinados por Voldemort, e não morrido num acidente de carro, como os Dursley haviam dito, e que a cicatriz que Harry tinha na testa, não era do acidente de carro, mas sim de uma tentativa de assassinato, que havia destruído Voldemort e por essa razão, Harry Potter era famoso no mundo dos feiticeiros. Harry, então, parte para seu primeiro ano na Escola de Magia e Bruxaria, onde conhece Ronald Weasley e Hermione Granger, que se tornariam os seus melhores amigos e a estudar e a jogar na equipa de Quidditch casa de Gryffindor.

O resto terão de ler…

 

 

17 comentários

Filed under Ficção

A Pérola

aperola_johnsteinbeckTítulo: A Pérola

Autor: John Steinbeck

Sinopse:

Em “A Pérola”, Steinbeck conta-nos a história de um camponês de origem espanhola vivendo num vilarejo nos Estados Unidos. Um dia, seu filho é mordido por um escorpião e o único médico da cidade nega o atendimento dizendo que não está, posto que não cuida de filhos de camponeses. Para que conseguisse pagar o médico, Kino vai à procura de pérolas no mar e eis que encontra uma pérola realmente enorme e maravilhosa dentro de uma ostra. Com isso ele pensa que sua vida estará para sempre garantida e seu filho curado, pois a pérola vale certamente milhões de dólares. Logo a notícia sobre a sua pérola se espalha pela cidade e todos querem estar perto dele. O padre, na Igreja, pensa que a venda da pérola ajudaria a uma reforma há muito desejada e o doutor aristocrata, que negara atendimento ao seu filho picado por um escorpião, agora visita a sua casa para tratar do doente.

Entretanto, quando Kino vai vender a pedra aos comerciantes locais para posterior revenda na capital, é informado que uma pérola assim tão grande não tem nenhum valor comercial e talvez possa ser adquirida por algum museu. Ainda assim, pessoas da cidade vão à sua casa tentar matá-lo para obter a pedra e ele precisa escondê-la muito bem.

Decide-se então que sua pérola vale mesmo milhões e resolve viajar dias andando até a capital para conseguir vendê-la pelo preço apropriado. Ódio e inveja crescem sobre ele na cidade e sua casa é queimada logo que ele sai com destino à capital, juntamente com sua mulher e seu bebé já restabelecido da picada do escorpião.

Querem saber o resto? Leiam a história, pois vale a pena.

 

 

21 comentários

Filed under Ficção

Não te cases, papá!

97243037991

 

 

Título: Não te cases, papá!

Autora: Fina Casalderrey

Sinopse:

Tudo se tornou cinzento para Hélia. E o pior não é o ter de convalescer num hospital, depois de uma operação à apendicite, o pior é ter de aguentar essa bruxa da Berta, que quer tirá-la ao pai e aos irmãos. A presença de Berta, sentida como uma intolerável intromissão, despertará em Hélia a recordação da mãe, falecida três anos antes e, com ela, um turbilhão de emoções: raiva, nostalgia, dor…

Parece-te interessante? Está disponível na Biblioteca da nossa escola e foi sugerido por uma aluna do 8ºA, como pode verificar-se no Fórum dos alunos da Biblioteca (moodle).

 

25 comentários

Filed under Ficção

Se Perguntarem Por Mim Digam Que Voei

 

15011

Título: Se Perguntarem Por Mim Digam Que Voei

Autora: Alice Vieira

Sinopse

 

Este é talvez o livro em que Alice Vieira mais se distancia dos modelos narrativos habituais.

Da vida das várias mulheres que constituem o núcleo das personagens principais, retém-se sobretudo o fim da adolescência e a idade adulta. Ao longo de sucessivas gerações e de cerca de quatro décadas, acompanha-as as ligações entre duas casas de província que servem de cenário à quase totalidade da acção. Trata-se de uma narrativa que tem por base uma sucessão de nomes femininos cuja perfeita articulação só se torna perceptível já em fase avançada do relato. É um teatro de amores e desamores, de submissões e fugas, de frustrações, ressentimentos e preconceitos. Para algumas personagens, escapar à atmosfera sufocante desse mundo provinciano e fechado é tarefa impossível. O sonho, por vezes a morte, são as únicas saídas.

18 comentários

Filed under Ficção

Uma Aventura nas Férias do Natal

imagem11

 Canções de Natal

Título: Uma Aventura nas Férias do Natal

Autoras: Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada

Sinopse

 

A quinta onde o grupo passa férias de Natal fica no alto da Serra, num sítio muito isolado, mas cheio de encantos e famoso devido às lendas relacionadas com tesouros escondidos. Logo no primeiro dia, quando saltam animadamente em cima dos colchões velhos que alguém guardou no celeiro, encontram um papel com sinais esquisitos. Pensando tratar-se de um mapa do tesouro resolveram seguir as pistas. Isso obriga-os a decifrar outros enigmas, a fazer escaladas e a vasculhar nas ruínas de uma aldeia abandonada. E a enfrentar chuva, vento, caminhos de lama, trovoadas súbitas, uma misteriosa cobra em pedra. Mas pior que tudo é a quadrilha que os persegue, disposta a cometer qualquer crime para lhes roubar o mapa do tesouro.

41 comentários

Filed under Aventura

Mulherzinhas

 

 Título: Mulherzinhas

Autor: Louisa May Alcott

Sinopse

As quatro irmãs March vivem na América durante o difícil período da Guerra Civil. Todas adolescentes, cada uma com o seu defeito e as suas virtudes, vão vivendo um quotidiano nem sempre pacífico: Zé, a futura escritora, perde a paciência com facilidade, Gui é muito vaidosa, Bel é tão tímida que não consegue ter amigos e Melita é a mais egoísta das quatro. Nesta casa de mulheres- o pai está na guerra- as irmãs vão descobrindo que a importância do que une a família é muito maior do que todas as zangas e dramas que as separam.

Inspirado nas histórias de infância da própria autora, Mulherzinhas foi um grande sucesso em 1868, quando foi publicado, e afirmou-se desde então como um clássico maior da literatura juvenil universal.

13 comentários

Filed under Ficção

A Lua de Joana

a-lua-de-joana

 Título: A Lua de Joana

Autora: Maria Teresa Maia Gonzalez

 

Sinopse

Este livro conta a história de uma rapariga chamada Joana que perdeu a sua melhor amiga Marta que morreu de overdose. É uma espécie de diário (apesar de não o ser) porque Joana escreve cartas para uma amiga que já morreu. Conta-lhe todos os acontecimentos do seu dia-a-dia. É interessante ver o desenrolar da vida desta personagem, como ela se transforma ao longo dos dias e dos anos. Apesar de tudo, este livro mostra-nos a realidade dos dias de hoje: o grande flagelo que a droga é para todos – para a família, para os amigos e para a própria pessoa que comete esse erro. Joana é também uma excelente aluna, reconhecida por todos e acarinhada pelos professores e amigos, mas a sua melhor amiga já não faz parte da escola, já não faz parte, da turma, já nem partilha a sua mesa nas salas de aula. No decorrer desta história Joana tenta agir com normalidade apoiando-se sempre na sua avó, sendo esta sua única conselheira. Este livro age também como alerta aos pais desatentos. Ora, os de Joana sentiam nela uma pessoa adulta responsável, logo pensavam que não tinham que se preocupar com ela, digamos que também não eram propriamente presentes. O seu pai é um médico prestigiado, passa a vida fora em reuniões, visitas ao domicílio e raramente está presente no seu dia-a-dia ou em casa; já a sua mãe é dona de um pronto-a-vestir, preocupadíssima com seu outro filho, irmão de Joana, cuja relação era um tanto ou quanto critica. Joana chamava-o de “Pré-histórico”, pelos trajes e visual que habitualmente usava, pela decoração do quarto, que estava sempre num caos. Há um pormenor que não pode esquecer-se – no meio do quarto de Joana há uma lua suspensa do tecto por uma corrente, um baloiço imaginado construído só para Joana. Quando ela quer pensar, coloca o baloiço em posição de quarto crescente, e quando está triste roda-o para quarto minguante e ali se senta até que a tristeza lhe passe.

Recomendado para filhos e pais …

 

 

 

33 comentários

Filed under Ficção

O Geniozinho

150

Título – O Geniozinho

Autora Maria Teresa Maia Gonzalez

Sinopse

Rodrigo é um rapaz igual a tantos outros que conheces. Ao contrário do irmão João, que é um estroina, ele é aplicado nos estudos, no computador e nos livros.
Enquanto que a mãe sente orgulho no seu filho Rodrigo, o pai torna-se cúmplice do João, o que incomoda bastante a mãe.
No dia do aniversário do avô, um misterioso artista que faz da música a razão do seu viver, Rodrigo senta-se ao piano e é tocado pela magia da infância, altura em que o avô lhe ensinou as primeiras notas musicais. E é aqui que a história vai mudar.
Rodrigo vai reencontrar-se consigo e descobrir-se.

27 comentários

Filed under Ficção